Há noites assim...

... em que me sinto sobre um ramo de árvore prestes a partir de tão usado que está. É este ramo que me faz companhia nestas noites tão vazias, ele é um refugio para mim..
Há noites assim... esse refugio é frio e duro.. A vontade de dormir chega mas o meu refugio é doloroso demais para que consiga fazê-lo de imediato...
Há noites assim... que anseio pela tua presença para me aconchegar e me libertar deste refúgio que me prende com dor, mas tu não podes vir... e eu cá continuo neste vazio que só fica preenchido quando tu voltas para mim..

2 comentários:

HannaH disse...

:) apesar de triste, o teu texto está lindo! realmente inspiraste-te!

Shakti disse...

Sim realmente ta muito 'nito!

Bjokinhas amiga!

Enviar um comentário